A um dia do desligamento do sinal analógico, cidades da região de Piracicaba ainda têm kits gratuitos disponíveis

Sinal será desligado na região nesta quarta-feira (17); equipamento gratuito está disponível para famílias de baixa renda

Por Marília Ariente 16/01/2018 - 10:46 hs
Foto: Reprodução/EPTV
A um dia do desligamento do sinal analógico, cidades da região de Piracicaba ainda têm kits gratuitos disponíveis
Famílias de baixa renda podem retirar kits para sinal digital gratuitamente

Faltando um dia para o desligamento do sinal analógico na região de Piracicaba (SP), famílias de baixa renda que têm direito aos kits gratuitos para converter o sinal dos televisores antigos ainda não retiraram todos os equipamentos.

O kit é fornecido para as famílias cadastradas em programas do Governo Federal como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Pronatec, entre outros e contêm uma antena digital e conversor com controle remoto.

Com esses equipamentos instalados, os televisores antigos, além de continuar transmitindo a programação da TV aberta após o desligamento, oferecem aos telespectadores melhor qualidade de som e imagem.

Quem tem aparelhos de TVs mais novos não precisa se preocupar, pois eles já têm conversor de sinal de fábrica. Para retirar o equipamento, é preciso fazer o agendamento pelo número 147 (ligação gratuita) ou acessar o site da entidade Seja Digital e escolher o melhor local, data e horário.

Por este telefone e endereço eletrônico também é possível fazer a consulta para saber se a família tem direito ao kit gratuito. Na hora de consultar, é preciso estar com o Número de Identificação Social (NIS) em mãos.

O desligamento do sinal analógico de televisão acontece à meia noite desta quarta-feira (17) para quinta-feira (18) em 85 cidades da região de Campinas (SP), Sorocaba (SP) e Jundiaí (SP). O processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1,3 mil municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.


Fonte: G1 Piracicaba e Região