Rios de Piracicaba recebem placas para avisar sobre risco de afogamento

Intenção é orientar pessoas sobre riscos que o manancial oferece

Por Marília Ariente 04/01/2018 - 15:30 hs
Foto: Antonio Trivelin
Rios de Piracicaba recebem placas para avisar sobre risco de afogamento
A placa foi instalada na beira do rio Piracicaba, próximo à rampa

A Defesa Civil de Piracicaba começou, nesta quarta-feira (3), a instalar placas que advertem sobre o risco de afogamentos no rio Piracicaba e em lagoas da cidade. São 16 placas que serão instaladas até o dia 15 deste mês, e outras quatro ficarão de reserva. As duas primeiras, que contêm a frase "Perigo, Risco de Afogamento", foram instaladas na rampa do Largo dos Pescadores, de frente para a rua Moraes Barros, região da Rua do Porto.

O secretário-executivo da Defesa Civil, Odair Mello, que ajudou na instalação, disse que a intenção é orientar a população sobre os riscos que o manancial oferece. No ano passado, só no mês de fevereiro, quatro pessoas morreram afogadas no rio Piracicaba. Em um dos casos, a vítima ficou presa numa pedra e os bombeiros não conseguiram retirá-la, fazendo o resgate no dia seguinte.

"O rio Piracicaba é um ponto turístico que atrai muita gente, é bonito, mas cheio de corredeiras e poços. Muita gente se arrisca, mas é preciso ter consciência que pode morrer afogada. Sem contar que quando mergulha, a pessoa pode bater com a cabeça em um tronco de árvore, por exemplo, desmaiar ou morrer", explicou.

Para definir os locais mais críticos, e que necessitavam da colocação dessas placas, Mello contou com auxílio tenente Alexandre Garcia, que comanda os dois postos do Corpo de Bombeiros em Piracicaba.

Na tarde desta quarta-feira, durante a instalação, dois homens que nadavam no rio, com boias, subiram na rampa dizendo que iriam saltar da Ponte Pênsil. Porém, desistiram ao ver a placa. De acordo com o secretário, a vazão do rio estava em torno de 2,48 metros, mas, com as chuvas previstas, pode aumentar.

Lagoa Santa Rita receberá duas

Duas, das outras 14 placas que ainda restam, de acordo com Odair Mello, serão instaladas na lagoa do bairro Santa Rita - lugar de vários afogamentos fatais. O último foi em outubro do ano passado. “Muita gente gosta de nadar nesta lagoa, principalmente após fazer churrasco e ingerir bebida alcoólica. Ela é funda e o risco de morrer afogado também é grande”, ressaltou.

Entre os outros locais que terão placas estão a Ponte Pênsil, a Estaiada (de acesso ao Engenho Central), Casa do Povoador, canal da rua Rangel Pestana, Casarão do Turismo (próximo da régua que mede a vazão do rio), Estrada do Bongue e rampa da rua Cruzeiro do Sul. Em caso de afogamento, deve-se ligar para o 193.

 

 

Fonte: Gazeta de Piracicaba