Verba restrita no XV

'Já estamos gastando mais', disse o presidente Celso Christofoletti

Por Marília Ariente 28/04/2017 - 16:48 hs
Foto: Antonio Trivelin
Verba restrita no XV
Artilheiro do XV com seis gols, Romarinho deve permanecer no elenco

Quem imagina que por conta de o XV de Piracicaba disputar um Campeonato Nacional, a partir de maio, terá um orçamento maior, se engana. O presidente do clube, Celso Christofoletti, disse esta semana que a verba para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D tende a ser a mesma utilizada durante o Paulista da Série A-2, isto é, entre R$ 370 mil e R$ 380 mil.

Celso entende que o clube não pode se aventurar em dívidas e, assim, deve investir dentro de sua possibilidade orçamentária. O valor citado por ele é para despesas em todo o clube, não apenas no futebol. Ainda de acordo com o dirigente, a média salarial do XV na A-2 foi de R$ 7 mil e na Série D isso será equiparado. “Já estamos gastando mais. Trocamos de técnico e isso foi complicado”, disse Celso.

O clube ainda precisou desembolsar essa semana R$ 375 mil devido à entraves de negociações em outras gestões dos atacantes Paulinho e Cafu. Celso lamenta que algumas ações do XV ainda não decolaram, como a dos sócios-torcedores, que conta somente com 600 participantes. “Sócio-torcedor não aumenta, renda não sobe. É o que temos para a Série D”, disse o presidente.

Reforço

Por enquanto, o XV só anunciou um reforço para a Série D, o volante Wilian Favoni, 29 anos de idade. O jogador passa por exames médicos e, se aprovado, assina com o clube que defendeu nas categorias de base e também entre os profissionais, em 2010. O atleta jogou no Veranópolis-RS nos primeiros meses deste ano.

Dos 28 da Série A-2, cinco já foram dispensados: zagueiro Marcos Vinicius, os laterais Cléber e Carlinhos, o meio-campista Dodô e o atacante Bruno Santos. O zagueiro Rodrigo, o meia Barreto e o atacante Samoel Pizzi ainda não têm suas situações definidas. O atacante Romarinho deve ficar para a Série D. O XV estreia dia 21 de maio, em casa, contra o São Paulo (RS).

 

 

Fonte: Gazeta de Piracicaba