Governo eleito atrairá empresas para gerar emprego em Piracicaba, diz vice

José Antonio de Godoy assumirá pasta de Desenvolvimento Econômico. Cidade fechou 1,6 mil postos de trabalho em apenas nove meses de 2016.

Por Raphael 26/12/2016 - 13:00 hs
Foto: Araripe Castilho/G1
Governo eleito atrairá empresas para gerar emprego em Piracicaba, diz vice
Godoy e Barjas durante anúncio de secretariado em Piracicaba

O governo eleito em Piracicaba (SP), e que assume o município a partir de 1º de janeiro, tentará atrair novas empresas para a cidade com objetivo de gerar empregos e ampliar a arrecadação da Prefeitura, segundo José Antonio de Godoy, vice na chapa de Barjas Negri (PSDB), e futuro secretário de Desenvolvimento Econômico.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Gaged) indicam que em nove meses deste ano Piracicaba perdeu 1.612 empregos formais. Segundo o levantamento, a cidade registrou 32.152 contratações entre janeiro e setembro, mas ocorreram 33.764 desligamentos no período. A queda é ainda maior se considerados doze meses, quando a cidade fechou 4.842 empregos.

De acordo com Godoy, logo após a divulgação do resultado das eleições municipais, ele e o prefeito eleito Barjas iniciaram contatos com empresas com perfil e potencial para se instalarem em Piracicaba. "Não são grandes empresas, mas são negócios que geram de 100 a 200 empregos cada um e são mais fáceis trazer. Uma empresa grande, como foi o caso da Hyundai, pode demorar até 5 anos para você conseguir trazer para a cidade", disse.

O vice acumulará, além da secretaria de Desenvolvimento Econômico, a função de secretário de Governo. Ele não adiantou quais são as empresas negociam instalação no município, mas disse que algumas já estão em busca de possíveis terrenos em Piracicaba.

Quando anunciou o nome de Godoy para os cargos, na última terça-feira (20), Barjas afirmou que a ideia de juntar as pastas de Desenvolvimento Econômico e Governo, além de economizar recursos, tem o objetivo aproximar o empresariado e a administração municipal.

"Queremos facilitar a vida das empresas. São elas que podem gerar empregos na cidade e melhorar a economia, o que pode resultar em aumento das receitas da Prefeitura novos investimentos", disse.

 

Fonte: G1 Piracicaba